A caridade é a mola propulsora de toda atividade na seara espírita. A máxima deixada por Allan Kardec no Capítulo XV do Evangelho Segundo o Espiritismo, nos mostra a importância da caridade em nossas vidas: Fora da caridade não há salvação, eis a verdade.

Mas de qual caridade estamos falando? Que salvação? Caridade para quem? Qual o sentido do trabalho do bem em
minha vida? O que é um trabalho social? O que importa sabermos para desenvolver ações de caridade? Como estruturar o trabalho da APSE nas casas espíritas na atualidade? 
O que importa sabermos para desenvolver ações de caridade? Como estruturar o trabalho da APSE nas casas espíritas?

Desde 2015 a Feetins vem desenvolvendo o Grupo de Estudos da APSE que acontece uma vez por mês, especificamente, na última sexta-feira de cada mês. O objetivo desse estudo é contribuir com a formação dos trabalhadores que irão compor equipes da Apse nas Casas Espíritas, bem como desenvolver atitudes de cidadania, solidariedade e fraternidade.

O grupo já estudou o livro CONVIVER PAR AMAR E SERVIR – organizado por  Helder Boska Sarmento; Reinaldo Nobre Pontes, Sonia Regina H. Parolin.

No momento estamos concluindo a obra: FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO – Alírio Cerqueira Filho

Vale ressaltar que outras Casas Espíritas também possuem Grupo de Estudos na área da APSE, estudando as mesmas obras já citadas e outras também. Em algumas instituições espíritas o grupo de estudos da APSE tem surtido efeito e provocado efetivação de ações e mudanças significativas na realização do
trabalho. Para citar alguns exemplos:

 No Grupo de Estudos “Nos passos do Mestre” no Centro Espírita Bezerra de Menezes em Gurupi-TO, o estudo constitui em um espaço de reflexão da Verdadeira Caridade como ensinou Jesus em todos seus aspectos (moral, espiritual, filosófico e social), e também espaço de convivência e fortalecimentos de vínculos entre os trabalhadores. O Grupo de estudos “Nos passos do Mestre” é realizado quinzenalmente e após o estudo são realizadas visitas fraternas nas casas dos colaboradores para realização do Evangelho no lar e confraternização, em sistema de sorteio. A partir dessa experiência, a APSE colaborou com a melhoria das relações afetivas dentro da Casa Espírita e também proporcionou uma ressignificação do trabalho social que o Centro vem desenvolvendo, refletindo sobre a necessidade de criação de espaços de convivência.

No CEAPRE – Centro Espírita Aprendizes do Evangelho, no Lago Norte em Palmas, as atividades da APSE iniciaram-se em agosto de 2018 a
partir do estudo do livro “Conviver para Amar e Servir” baseado nas atividades
espíritas de Mario Barbosa. Paralelo ao estudo, iniciamos nosso espaço de
convivência, aberto à comunidade, inicialmente com crochê e um projeto de
enxoval para bebês.

Posteriormente realização alguns bazares junto com a APSE FEETINS no intuito de arrecadar fundos para a  compra dos enxovais.

Hoje continuamos com os  estudos (estamos estudando o livro “Fora da caridade não há Salvação”), com o
projeto dos enxovais e com um bazar permanente.

Nossa equipe iniciou com três pessoas e hoje conta com 10 que frequentam regularmente.

Nessa época de pandemia, continuamos com os estudos por videoconferência, estamos confeccionando máscaras para doar aos profissionais de saúde e o CEAPRE está com uma campanha de arrecadação de cestas básicas.

No CELUZ – Centro Espírita a Caminho da Luz, no Setor Taquari, uma
trabalhadora relata que a partir do momento que começou a participar do Grupo de Estudos da APSE na Feetins, percebeu a necessidade de modificar a maneira como estava realizando o trabalho social e, principalmente uma tarefa que realizava com as mães dos evangelizandos. A principal mudança que ela apontou foi passar a realizar rodas de conversas e ouvir mais essas mães e o resultado foi muito interessante.

 

Visitas: 2

Deixe uma resposta