Conselho Federativo Nacional

O que é o Conselho Federativo Nacional - CFN?

O Conselho Federativo Nacional, abreviadamente CFN, criado em consequência do “Pacto Áureo” (assinado em 5 de Outubro de 1949) é o órgão de Unificação e da Organização Federativa da Federação Espírita Brasileira.

O CFN, como representação do Movimento Espírita brasileiro, exerce funções deliberativas, normativas, orientadoras, coordenadoras e supervisoras. Todas as funções do CFN são exercidas objetivando:

I – unificar e dinamizar o Movimento Espírita brasileiro;

II – facilitar o intercâmbio, o inter-relacionamento e a discussão de problemas comuns às instituições que o compõem;

III – promover a união, a confraternização, a concórdia e a solidariedade entre as instituições, para que se verifique completa harmonia de propósitos e unidade na divulgação e na prática do Espiritismo.

O CFN é composto pelo Presidente da Federação Espírita Brasileira, que o preside, e, por um representante de uma instituição federativa de cada Estado reconhecida pelo CFN.

O CFN realiza Reuniões Ordinárias, anuais, no mês de novembro, na sede da FEB, em Brasília. Desde o ano de 1986, durante o 1º. semestre, promove as Reuniões das Comissões Regionais do CFN, que são mais operacionais e realizadas em rodízio entre os Estados das regiões Norte, Nordeste, Centro e Sul.

Objetivo: promover a união dos espíritas e das instituições espíritas de nosso país e trabalhar pela unificação do Movimento Espírita, a fim de fortalecer a tarefa de difusão do Espiritismo.

Criação e Instalação: criado em 5 de outubro de 1949 e instalado em 1º de janeiro de 1950.

Composição: Entidades Federativas Estaduais – Federações e Uniões que, às quais se integram os Centros Espíritas sediados nos respectivos Estados e no Distrito Federal, o Conselho Federativo Nacional – CFN substituiu o antigo Conselho Federativo da FEB, que federava diretamente os Centros Espíritas de todo o país.

Fonte: http://www.febnet.org.br/blog/geral/movimento-espirita/o-que-e-o-cfn/